O massacre que culminou no assassinato de cerca de 60 Bandidos no Amazonas, dentro do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) em Manaus chama a atenção para a situação carcerária de presos (Não de colarinho branco) pela fragilidade desse sistema que é administrado por empresa privada.

De acordo com a Folha de São Paulo, a Empresa que administra o Complexo, recebeu R$12 milhões do Governo Federal em 2016 para prestar serviçoes de segurança na Universidade Federal do Ceará e o Departamento Nacional de Obras contra as Secas.

“Serviam” também recebeu R$ 420 mil para prestar serviço de segurança ao INSS do Ceará.
A pergunta é : Essa empresa, estava habilitada para administrar Presídios ?
Tinha alguma experiencia no setor ?

Parece que a idéia era apenas agradar os “Doadores” para campanha política.

O Ministério Público de Contas apurou que a Umanizzare recebe R$ 4,7 mil por mês para casa preso do Compaj. A média nacional, conforme informou o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), é de R$ 2,4 mil.

Últimas notícias de nosso Blog, compartilhe!